Entrevista: Vera Lúcia Ferreira Luz, coordenadora do IV Fórum RAN/ICMBIO, fala sobre a realização do evento em Salvador

logo fórum ran icmbioPela primeira vez, a Bahia sedia o Fórum do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfíbios (RAN), um centro especializado do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO). Com sede em Goiânia (GO), o RAN desenvolve projetos em todos os biomas brasileiros.

Para falar sobre a realização deste evento no VI CBH, nos dias 22 e 23 de julho, o Blog CBH 2013 convidou a coordenadora geral do evento Vera Lúcia Ferreira Luz, que discorre sobre a missão de conservar anfíbios e répteis brasileiros.

O RAN/ICMBIO tem como missão promover pesquisas científicas para conservação dos répteis e anfíbios, especialmente os ameaçados de extinção, os sobre-explotados e controle dos exóticos invasores, além de atuar na conservação dos biomas continentais, costeiros e marinhos, de forma a auxiliar na gestão das Unidades de Conservação Federais.

Confiram abaixo a entrevista!

 

Blog CBH 2013 – Este ano a Bahia sedia, pela primeira vez, o Fórum do RAN/ICMBIO. Onde foram realizadas as outras edições?

Vera Ferreira Luz – Sim, é a primeira vez que realizaremos o Fórum do RAN em Salvador, o que agradeço o apoio oferecido pela Coordenação do Congresso de Herpetologia, Prof. Marcelo Napoli, na realização do Fórum. Alegra-me muito a oportunidade de rever esta cidade que é minha terra natal, a UFBA onde me graduei e contribuir na discussão sobre a conservação dos répteis e anfíbios brasileiros.

O RAN, responsável pela gestão da política relacionada à herpetofauna em todo território nacional, tem promovido Fóruns de discussão, juntamente com pesquisadores de instituições científicas, públicas e privadas, visando definir diretrizes prioritárias, para a conservação e uso sustentável dos répteis e anfíbios. O primeiro Fórum do RAN ocorreu em 2003, na cidade de Goiânia e a partir de 2004, o RAN, com o apoio da Sociedade Brasileira de Herpetologia realiza fóruns de discussão com a comunidade acadêmica durante os Congressos Brasileiros de Herpetologia, que ocorrem a cada dois anos, conforme pode-se visualizar resumidamente no quadro abaixo nossas participações.

Histórico Fórum do RAN powe point

Blog CBH 2013 – O tema do fórum este ano é “monitoramento da herpetofauna”. Qual o panorama atual do monitoramento da herpetofauna no Brasil?

 Vera Ferreira Luz O Brasil, detentor da maior biodiversidade do mundo e signatário da Convenção sobre Diversidade Biológica, tem uma grande responsabilidade com a conservação e uso sustentável desse patrimônio. Conhecer e monitorar as espécies, os recursos naturais e os processos ecossistêmicos são tarefas desafiadoras, imprescindíveis aos planos de manejo, proteção e uso sustentável dos remanescentes de habitats e das espécies.  No entanto, sabe-se, que os dados de avaliação da qualidade ambiental atualmente gerado, encontram-se dispersos e sem padronização metodológica que permita uma compatibilização sistematizada, tanto em escala nacional quanto internacional.

Nesse contexto, o RAN vem envidando grandes esforços em discutir junto à comunidade acadêmica a elaboração de protocolos mínimos de pesquisa e monitoramento, que sejam adequados aos fundamentos básicos das diversas categorias das Unidades de conservação, e, ao mesmo tempo, que venha a subsidiar a conservação e o uso sustentável dos répteis e anfíbios. Como exemplos, citamos as experiências realizadas:

* Protocolos elaborados para os Quelônios Amazônicos como instrumentos metodológicos que permitam padronizar as ações no tocante aos procedimentos voltados à pesquisa e ao monitoramento do grupo animal em comento, e, desta forma, avaliar a efetividade das ações das Unidades de Conservação Federais na conservação desse grupo animal, aliando tais ações à perspectiva de uso do recurso em questão, pelos povos e comunidades tradicionais residentes nas unidades da Amazônia;

* Instrução Normativa 28/2012/ICMBio que estabelece normas para a utilização sustentável das populações naturais de crocodilianos em Reservas Extrativistas (RESEX), e Florestas Nacionais (FLONA) na área de distribuição das espécies, a partir de metodologias padronizadas de monitoramento que conduzam à rápida acumulação de dados sobre o estado atual e futuro das espécies, para balizamento do Plano de Manejo de Crocodilianos sob sistema harvesting e em avaliação para sua replicabilidade  em outras RESEX;

* Protocolo para monitoramento de squamata no Bioma Caatinga, elaborado com o ICMBio, que está em implementação em UCs da Caatinga e em avaliação para sua replicabilidade  para os outros biomas.

Blog CBH 2013 – Gostaria que a senhora detalhasse melhor o que será discutido nos workshops. 

Vera Ferreira Luz – A proposta do RAN na realização do VI Fórum: Estratégias de Conservação dos Répteis e Anfíbios, com o tema “Monitoramento da Herpetofauna e as Políticas Públicas para Conservação da Biodiversidade” propõe apresentar as experiências de monitoramento desenvolvidas pelo RAN e pela academia, nos diversos biomas e táxons e os protocolos mínimos utilizados, de modo a buscar consensos que possam contribuir para uma padronização de metodologias, permitindo integrações e comparações, além de facilitar a cooperação entre instituições científicas e governamentais, para que os esforços de conservação e manejo sejam convergentes entre governo, comunidade científica e sociedade civil organizada.

Para o VI Forum na cidade de Salvador serão discutidos os temas abaixo:

* Experiências de Monitoramento com os quelônios continentais – onde serão apresentados os resultados do protocolo de pesquisa e monitoramento de Podocnemidídeos amazônicos, visando extender a discussão para a elaboração de um protocolo a ser aplicado aos quelônios não amazônicos, que encontram-se  ameaçados e/ou em vias de ameaças;

* Monitoramento e manejo para crocodilianos brasileiros – apresentação do sistema normativo como instrumento de monitoramento e manejo de crocodilianos na Resex Cuniã: potencialidades de replicação para outras UC’s;

* Pesquisa e Monitoramento de anfíbios e squamata nos biomas brasileiros – Apresentação de várias experiências de pesquisa realizadas nos biomas Mata Atlântica, Cerrado, Amazônia, Caatinga e Pampa, para consolidação do protocolo mínimo para anfíbios, lagartos e serpentes.

Blog CBH 2013 – Gostaria que a senhora relatasse a importância da realização do Fórum dentro da programação do CBH 2013. Quais as novidades deste ano?

Vera Ferreira Luz – Considera-se como resultados mais relevantes dessa iniciativa do RAN, o estabelecimento de parcerias com pesquisadores, as contrapartidas conquistadas e a definição de metas claras para o direcionamento das ações e pesquisas em curso. Isto é, o RAN vem envidando esforços consideráveis para implantar a gestão participativa, com o envolvimento efetivo de todos os interessados na conservação da herpetofauna brasileira.

É cada vez mais importante para o RAN de continuar nessa linha de atuação, consolidando suas atividades nos diferentes ecossistemas brasileiros e proporcionando a geração e subsequente disponibilização de conhecimentos e informações aplicadas à gestão dos répteis e anfíbios do Brasil. Esta troca de informação entre a Academia e os técnicos deste Centro é de vital importância para a manutenção da qualidade dos trabalhos desenvolvidos e da aceitação destes trabalhos pela comunidade científica em geral.

Na abertura do evento além dos agradecimentos ao apoio da Coordenação do Congresso e da participação dos pesquisadores falarei sobre a importância de compor uma rede integrada de instituições para que sejam adotadas sistematização padronizada de coleta de dados de monitoramento e a gestão compartilhada das informações sobre a herpetofauna.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s