Novidade no CBH! Abertas inscrições para oficina de treinamento nas categorias e critérios da lista vermelha da UICN

6_EN_RedList_CMYKEstão abertas as inscrições para a oficina de treinamento nas categorias e critérios da lista vermelha da UICN – União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, que acontecerá no dia 23 de julho, das 13h às 19h, na Sala Antúrio do Hotel Fiesta. O evento, que está sob a coordenação dos pesquisadores Ariadne Angulo e Marcio Martins, possui 30 vagas disponíveis. Dentre o público-alvo estão pesquisadores, conservacionistas, estudantes de graduação e pós-graduação.  As inscrições poderão ser realizadas no site do evento e também durante o congresso. Para maiores informações entrar em contato com Ariadne Angulo por meio do endereço eletrônico ariadne.angulo@iucn.org e telefone (+1)(647) 726 1325.

Seguem abaixo as informações relativas à oficina:

RESUMO

A Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da UICN (http://www.iucnredlist.org/) é um acervo global que compila não só o risco de extinção das espécies, mas que também fornece a documentação base sobre a qual a avaliação é feita (dados de distribuição, população, ecologia e hábitat, ameaças e ações de conservação, etc.). As avaliações de risco de extinção são feitas utilizando uma metodologia baseada sobre parâmetros quantitativos e qualitativos, as Categorias e Critérios da Lista Vermelha da UICN de 2001. Esta metodologia é utilizada não somente nas avaliações globais, mas também em muitos processos de avaliações nacionais, incluindo o processo que têm sido conduzido pelo RAN (centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Répteis e Anfibios) do ICMBio nos últimos anos para avaliar o risco de extinção dos anfibios e répteis brasileiros. Dado que trata-se de uma metodologia testada e que é contínuamente utilizada em processos de avaliação globais e nacionais, e dado que o Brasil é um país megadiverso, cuja biodiversidade precisa ser avaliada de forma contínua para poder informar melhor as ações de conservação, é importante construir capacitação nesta metodologia para fortalecer as comunidades cientifica e de conservação locais, desta forma apoiando processos de avaliação nacionais atuais e futuros.

OBJETIVOS

A principal meta desta oficina é oferecer aos participantes uma capacitação básica na metodologia de avaliação da Lista Vermelha da UICN, de tal forma que, ao concluir o treinamento, os participantes tenham uma melhor compreensão da metodologia, do processo de avaliação, e que possam experimentar avaliar os taxa que são seu objetivo de estudo com os conhecimentos adquiridos na oficina.

Os objetivos específicos da oficina são:

1. Introduzir os participantes ao processo da Lista Vermelha;

2. Apresentar a Autoridade da Lista Vermelha (RLA) dos Anfibios da UICN aos participantes, assim como outras RLAs herpetológicas;

3. Capacitar os participantes nos elementos básicos das Categorias e Critérios da Lista Vermelha da UICN;

4. Examinar estudos de caso e discussão de casos complexos;

5. Estabelecer uma rede de pessoas interessadas no processo para futuras oportunidades de capacitação ou participação em avaliações.

JUSTIFICATIVA

As Categorias e Critérios da Lista Vermelha da UICN constituem uma metodologia de ampla aplicação na avaliação de risco de extinção, extendendo-se a uma grande variedade de grupos taxonômicos e ao mesmo tempo a diferentes níveis geográficos. Esta mesma metodologia vem sendo aplicada ao nivel global e também no processo de avaliação nacional brasileiro, tanto no que refere a táxons animais (ICMBio) como vegetais (CNC Flora). O Brasil é um dos países mais biodiversos do mundo, e ainda conta com muitas novas espécies sendo descritas de forma contínua, o que implica uma necessidade de avaliar estas espécies novas e ao mesmo tempo re-avaliar espécies já avaliadas antes mas cujas condições possam ter mudado. Para poder realizar estes processos de avaliação de forma eficiênte e sustentável, é importante contar com uma comunidade nacional em capacidade de realizar este tipo de avaliações. Dada a magnitude desta tarefa no caso brasileiro, e muito particularmente no caso dos anfibios e répteis, é fundamental capacitar gerações futuras de biólogos que estejam em condições de participar e contribuir nestes processos.

PROGRAMAÇÃO TENTATIVA

1. Introdução à Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da UICN;

2. Introdução à Autoridade da Lista Vermelha (RLA) dos Anfíbios da UICN;

3. As Categorias e Critérios da Lista Vermelha da UICN;

4. Estudos de caso;

5. Exercícios;

6. Discussão e conclusão da oficina.

Nota: Solicitamos aos participantes potenciais trazer alguns exemplos de espécies que queiram avaliar, com dados sobre 1) distribuição (se possível, com cálculo da área); 2) População (abundância relativa, e se houver, dados de amostragem); 3) Habitat e ecologia, 4) Ameaças; 5) Se ocorrem em áreas protegidas, ou se são cobertas por alguma outra ação de conservação.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s